Siga-nos

Olá, o que você está buscando?

Mamãe TEAjuda

Projeto Dino

7 dicas de como ensinar seus filhos a lidar com a diferença de uma criança atípica

Você é mãe ou pai de crianças neurotipicas? Vem dar uma olhada nessas dicas para fazermos juntos um mundo melhor.

Sou Keila, mãe do Bernardo de 4 anos, autista diagnosticado desde os 2 anos, e sofremos muito com a dificuldade das crianças típicas em aceitá-lo com seu jeito diferente.

Algumas vezes a falta de conhecimento sobre uma criança atípica é culpa totalmente dos pais. Podemos dizer que, hoje, na maioria das vezes, nossos filhos sofrem alguns preconceitos por falta de informação que teria de vir de casa.

Crianças não tem noção de como lidar em uma situação caso encontre um amigo atípico. Elas nem imaginam que existam pessoas diferentes delas.

Hoje vou deixar algumas dicas para uma convivência melhor caso seu filho encontre um amigo com comportamentos estereotipados.

1 – Se a criança desde cedo tiver como exemplo o amor ao próximo, em qualquer condição, ela nunca terá dificuldade para enxergar as necessidades de um coleguinha.

2 – Sempre ensine seu filho que existem amiguinhos diferentes dele. Ele pode encontrar um amigo que vai estar de cadeiras de rodas, de muletas, com baixa ou nenhuma visão, e amigos que, às vezes, precisam começar a balançar, correr, gritar para se sentirem mais calmos, ou simplesmente não conseguem interagir em uma brincadeira.

3 – Mostre aos seus filhos livros ou fotos sobre pessoas que possam ser diferentes dele, e diga sempre que essas pessoas precisam ser amadas e respeitadas.

4 – Ensine a defender seus amigos que estejam sofrendo algum tipo de constrangimento por suas diferenças.

Continua após o anúncio.

5 – Sempre que possível leve seu filho para conhecer uma criança atípica. Para nós, mães de crianças com dificuldades para interagir, sempre será uma prazer ter seu filho para ensinar coisas novas para nossas crianças e dar a oportunidade dos nossos filhos ensinarem aos seus um pouco do mundo que eles vivem.

6 – Nunca esqueça de conversar com seus filhos sobre a possibilidade de que na sua escola poderá haver amiguinhos que vão precisar de ajuda para interagir, para buscar um lanche e, até mesmo, uma ajuda para ouvir melhor a professora, uma ajuda para enxergar a lousa. Sempre ensine que ele pode sim encontrar crianças diferentes, mas com carinho, amor e atenção ele vai fazer a diferença na vida dessas crianças atípicas.

7 – É importante lembrar que nós, como pais, precisamos estar atentos e ensinar nossos filhos a melhor maneira de aceitar as diferenças.

Mãe atípica e fundadora do Projeto Dino.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você vai gostar

Fale comigo!

Você também se sente assim? Ver ler esse texto e veja se concorda comigo!

Especialistas

A comunicação alternativa pode ser uma excelente aliada no aprendizado das crianças. Saiba mais!

Projeto Dino

O que fazer após o diagnóstico. A Keila tem algumas dicas!