Siga-nos

Olá, o que você está buscando?

Mamãe TEAjuda

Fale comigo!

O luto das expectativas

As coisas não saíram como o planejado lá no início da gravidez. Mas, sabe, a vida é cheia dessas coisas, e a gente aprende a lidar.

Quando uma mulher engravida – desde que esse filho tenha sido planejado e desejado – é muito comum o casal começar a fazer planejamentos, a ter expectativas, a pensar em como esse filho será, que gostos vai ter, se vai se parecer mais com quem…

Sonhos se misturam no embalo dos meses em que a barriga começa a aparecer.

Quando o bebê nasce mais uma mistura de sentimentos se junta ali. Mais planos, mais sonhos, alguns medos aparecem também, mas você tem certeza absoluta de que nunca foi tão feliz.

Continua após o anúncio.

No entanto, de repente, seu filho começa a não evoluir exatamente do jeito que você imaginava. Aquele brinquedo comprado, pensado exatamente para a faixa etária dele e com a intenção de estimulá-lo não causa o efeito esperado e acaba por ficar jogado em um canto.

Os livros, aquela pequena biblioteca que você tinha certeza que usaria muito na hora de dormir, que vocês passariam horas curtindo as histórias juntos, lá estão eles ainda na estante, acumulando pó. Seu filho nunca conseguiu prestar atenção nos textos lidos.

Como ficam os pais, que cheios de sonhos e perspectivas para aquela criança, começam a ver que talvez nada que tenham imaginado está de fato acontecendo e que, por vezes, parece que tudo se tornou um imenso pesadelo?

Essa é a fase do luto após um diagnóstico difícil que seu filho pode ter recebido.

Continua após o anúncio.

Sim, você vê todos aqueles planos desmoronando diante dos seus olhos e as incertezas do futuro parecem infinitas.

Antes você via aquela criança com expectativas grandes (algumas até surreais) e agora já não tem mais nem certeza se ela conseguirá seguir com a sua vida de forma independente.

Socorro! E se meu filho precisar para sempre de mim? O que será dele quando eu me for?

Ter um filho já não é um processo simples. Educar para a vida é muito complexo e exige esforço diário de todo pai e mãe (mesmo alguns por aí achando que é só colocar na frente da TV e mandar para escola que está tudo certo). Imagina então quando ela criança se mostra atípica. Aí parece que o medo nunca mais terá fim.

Continua após o anúncio.

É claro que com o tempo o luto começa a ir embora. Você aprende a lidar com as frustrações (as suas e as do seu filho), aprende como lidar com as situações difíceis do dia a dia, se esforça para adquirir mais conhecimento sobre algo que nunca foi uma opção na sua vida, se vê se transformando em enfermeira, terapeuta, professora e mais um milhão de profissões da noite para o dia.

Descobre que consegue lutar como uma verdadeira leoa quando o assunto é deixar seu pequeno feliz e protegido.

Aos poucos novos sonhos começam a ser sonhados. Outras expectativas são criadas. Um novo mundo se abre…e passamos a ser protagonistas de uma nova experiência.

O luto é temporário. O amor por eles é eterno.

Continua após o anúncio.

Escrito por

Mãe atípica e editora chefe do blog.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anúncio
Anúncio

Você vai gostar

Fale comigo!

Um menino com seu chapéu não quer guerra com ninguém

Fale comigo!

Paciência e evolução: as duas palavras precisam se respeitar para existir.

Fale comigo!

Você também se sente assim? Ver ler esse texto e veja se concorda comigo!

Anúncio